Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 26/03/2016

ESCROTADA É ESCROTADA – UMA HISTÓRIA DE COXINHA COM MORTADELA

JOSÉ-COSTALONGA

J. Costalonga

search_brown_cr

 

 

 

 

Poisé, gentarada! Demorou pra eu voltar aqui, mas acabei voltando…

Andei refletindo bastante pra não falar muita besteira nesse blog, então pus a minha mente de bronco a analisar da forma mais fria e realista essa dualidade que está se tornando o país que ainda vivemos…

Acostumados à cultura do FlaFlu, do GreNal ou do Corinthians e Palmeiras – que os ‘moderno’ chamam de ‘Derby’ (Oh! Céus!!!) – aqui têm também duas (e tão somente duas) correntes partidário-ideológicas. E que se ressalve, qualquer coisa que fuja a essa dicotomia, é nada além duma aberração.

Então, de um lado temos os ‘Vermelhos Barulhentos’, paladinos defensores das virtudes das minorias, protetores incondicionais dos pensamentos socialistas universitários, visionários da utopia da igualdade e combatentes de todo tipo de preconceito e discriminação. Por uma sociedade justa e livre de antigas convenções impostas pelos opressores da classe trabalhadora.

Red

A distorção ou ‘escrotada’ começa quando o combate (ou mesmo a defesa) de ou a um adjetivo passa a ser o dirigido ao sujeito: o discurso do “Quem não é conosco será contra nós”, o excesso de barulho sobre sentenças que questionam sua conduta de semideuses os leva diretamente para o inferno ao defender seus heróis (ainda que desmascarados) com falácias arrogantes que buscam a desqualificação do seu interlocutor e nenhum argumento sobre idéias; generalizações banalizadas sobre aqueles que contestam algum aspecto da Grande Filosofia do Pão-Com-Mortadela. Síndrome do pequeno poder, arrogância com os oponentes, subserviência com seus ícones caídos pelas próprias declarações.

Muito latido pra pouca mordida.

Do outro lado temos a ‘Patrulha da Patriotada’, gente comum que não quer mais ser enganada, extorquida e vilipendiada por um Estado que de ‘democrático’ tem só a cara, pois oferece os piores serviços públicos pela maior carga tributária do mundo, mostra a máquina ineficaz e inchada de cargos e funções de barganha desde sempre, e, através de desmandos e cortinas de fumaça feitas para esconder atos de corrupção e mal-feitos políticos, concetizam seus planos de poder atemporais e irrestritos. A função principal da ‘Patriotada’ é vigiar e apontar os erros de seus representantes no governo, assim como qualquer nação séria e soberana.

Yellow

A ‘escrotada’ chega quando se agregam a essa massa, infiltrados com intenções nefastas, movimentações de bastidores das articulações políticas, instauração de Estado Absoluto, retrocessos históricos, militarização do poder civil, idólatras que utilizam de imagens de ‘pessoas’ para identificar os heróis de sua ideologia; ou até mesmo, gente que não sabe absolutamente o que está fazendo no meio daquele pessoal, só aproveitando por que “já está todo mundo ali mesmo…” Quase o mesmo que citei quanto ao outro lado. O adjetivo se tornando sujeito. A terceira via passa a ser inviável. Os argumentos, simplórios e ‘ad hominem’,  e tudo o que eu acabei de explicar aqui se simplifica no ‘combate aos vermelhos’ e nada mais. Nasce então a ‘Coxinhisse’ desprovida de escrúpulo ou solidariedade, com seu dry-fit amarelo assistindo ao espetáculo da vitrine da cafeteria mais cara da Av. Paulista.

Pouca mordida pra muito latido.

O fim disso, todo mundo já sabe. Uma guerra de paus-e-pedras na camada de baixo, na rua, nas calçadas. Não é aqui que queremos que chegue o nosso brado (independente de que manifesto você freqüente).

Sejamos todos mais racionais, temos de defender nossos valores e não atacar pessoas.

Por que, enquanto você late pro cachorro do outro lado da rua, os lobos estão no andar de cima, querendo a sua carne.

Pense nisso… Cuide dos seus. Queira um lugar melhor pra você viver.

JOÃO COSTALONGA é caminhoneiro e jogador de rúgbi. Não tem muito filtro entre o cérebro e a boca.
Anúncios
Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 07/03/2016

BAR DO BIGODE – FESTA DE VIÚVA – EMPANADAS ARGENTINAS

Boa Noite, queridos leitores!

AL-BIGODE-JOHNS

check_ciano_cr

 

 

 

Demorou um pouco, mas estou estreando este blog, por que resolvi escrever quando realmente tivesse algo relevante a dizer.

É verdade que esse negócio de política já me deu no saco há muito tempo, e eu gostaria mesmo é de fazer propaganda da mais nova iguaria aqui do Bar do Bigode. A Empanada Argentina!!! Um salgado pitoresco feito com uma massa tenra e sequinha por fora e suculenta por dentro, recheado com um mix de carne moída, cebola salteada com molho chimi churri e uvas passas!

———————————————————————-

Aí, sexta feira me aparece um cidadão vestido de vermelho aqui comentando o que esteve sucedendo lá em São Bernardo com um figura ex-presidente. O discurso do cara era super inflamado, com palavras de ordem, do tipo “Hipócritas Golpistas Não Passarão!”, “Amigo o Brasil está com você!”

Daí eu fui lá perguntar pra ele: escuta, companheiro, ele não é réu do processo, só foi convocado a prestar depoimento, e diante de tantas manobras pra despistar a convocação e do clamor da opinião pública, a PF foi buscar o indivíduo em casa. Só isso… Agora ele vai contar o que ele sabe (ou o que deixa de saber) e todos voltam pra casa felizes. Por que tanta revolta?

Dae é que vem a parte engraçada… O figura citando peças do cinema como “O Filho do Brasil”, “O Melhor Ex-Presidente deste país” e tudo mais começou a distribuir bravatas, comparando aos governos anteriores, chamando a oposição de “direita liberal”, dizendo que o homem é o “Pai dos Pobres” que “governou para as minorias” e que “nenhum outro governo levou os pobres para o patamar que ele os levou”.

Aí, ora, meu senhor: – Um governo para os pobres faria todos os pobres deixarem de ser pobres, não é mesmo?

Note, que, mais ou menos na época que eu abri este bar, nossa moeda, o Cruzeiro valia uma porcaria, e um tal de presidente playboy acabava de ser impedido de governar por conta de uma “Fiat Elba” comprada com dinheiro suspeito (o que é infinitamente menos que um Triplex no Guarujá ou um Sítio em Atibaia, menos que uma empresa de Telecomunicações, um Mega Frigorífico ou um monte de falcatrua envolvendo uma certa Petrolífera ae). Aquele homem do topete que entrou naquela época, tomou austeras atitudes e nomeou pessoas muito inteligentes para os cargos de ministério (14 ao todo, naquela época; hoje existem 39 totalmente ineficientes), fazendo assim uma transição dolorida, mas necessária para que o país pudesse crescer. Essa transição abriu o caminho para que tivéssemos uma moeda forte, o Real, e que tivéssemos alguma competitividade no mercado internacional, começando uma fase de bonança para a maioria dos brasileiros. Porém o tal diplomata que sucedeu o homem do topete cometeu alguns erros ao dificultar as aposentadorias, abrir mão da soberania nacional em nome do ‘livre mercado’, fechando conchavos escusos com empresas estrangeiras em transações suspeitas envolvendo setores estratégicos de produtos e serviços. Isso realmente nos preocupou, gerou desemprego e recessão, foi difícil para compreender aqueles tempos.

FDP5presidentes

Então nós votamos pra mudar. E nada mudou. O tal ex-presidente que tanto defenderam por aí cometeu estelionatos eleitorais repetidas vezes, se reelegeu e elegeu sua sucessora sob fraudes e concorrência aparelhada. Abriu as portas das universidades tabajara e financiamentos ilusórios a perder de vista, com baixas parcelas, prazos impagáveis e juros exorbitantes. Criou uma geração de devedores crônicos, vendedores de cachorro-quente catedráticos, bacharéis pipoqueiros e donos de bar com diploma universitário.

Se antes se começava do Zero a ter uma vida no mercado de trabalho, hoje se inicia esta vida com menos cem (-100) e contando juros ultrajantes de 20% a cada mês que o diplomado desempregado deixa de cumprir a obrigação que este ‘governo bonzinho’ o concedeu.

Jovem, você foi enganado quatro vezes. Te venderam a ilusão de possuir bens, mas esqueceram de te ensinar a ser alguém na vida.

E agora? Agora vem a conta. Conta de luz com “bandeira vermelha”, a volta da inflação, economia andando pra trás, a invenção de inúmeras taxas e contribuições para cobrir o tamanho do buraco que abriram ao ‘garimpar’ dinheiro público para fazer lobbys, comprar votos, imprensa, instituições e até mesmo se locupletar do nosso dinheiro de contribuinte, ‘afinal, eles fizeram por merecer’… Mas sempre tem alguém  pra dizer que ‘tá tranqüilo, tá favorável’… será que tá mesmo?

E com essa dívida que temos, se torna cada vez mais impossível sonhar com um futuro melhor. E você, com esse diploma ae? O que vai fazer?

Empanadas Argentinas!!! Uma delícia… Acho que vou mudar o bar pra Buenos Aires…

empanada

ALFRED “Bigode” JOHNS é colunista deste blog e se dedica à administração de um boteco onde alguns amigos se reúnem.
Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 27/01/2016

COMO PERDER FÃS PARA A SUA BANDA EM 7 LIÇÕES SIMPLES

EDGARD-LEE

Edgard Lee

lamp_white_cr

 

 

 

Olá, rockeiros e rockeiras!

Estive muito triste ultimamente, afinal de contas se foram o Scott Weiland (grande amigo), o Lemmy Kilminster (grande inspiração) e agora o Bowie (maior inspiração de todas).

Em contraponto a esses grandes talentos que nos deixaram recentemente, tenho notícias de alguns artistas underground que gostam deste submundo obscuro e sombrio. Permanecer com aparições na penumbra das menores e mais secretas casas de seu núcleo é o principal objetivo dessa galera.

Seu mais recente trabalho é um privilégio de ‘só quem é’ que pode ter acesso. Por isso vou dar umas dicas de expulsar “quem não for convidado” da festinha da sua banda e seus amigos do underground, sobretudo, no dia do lançamento do seu CD.

O CD da sua banda é a coisa mais importante de todas. É o meio através do qual você apresenta a sua arte ao público. É a materialização de toda a sua genialidade, criatividade e inspiração. O centro de toda a sua obra, em torno do qual vai girar todo produto vinculado a esta grande marca que é a sua banda!

 

Lá vão as lições:

  1. É SÓ MAIS UM SHOW – logo, não precisa de estratégia ou planejamento nenhum. Seus fãs já sabem que vocês são a melhor banda do mundo, por isso não precisam ser cativados ou convidados a conhecer melhor a história de vocês, suas canções e sua obra. Vocês podem até ser o número de abertura no show de lançamento do seu CD, afinal de contas, amanhã tem o batizado do sobrinho do primo do seu vizinho e o baixista da banda tem que ir embora cedo, não vai dar pra ficar até o final.
  2. MANTENHA O OLHAR BLASÉE – tudo o que um artista precisa, além da sua música, é a sua pose. Suas roupas são tudo o que você tem de identidade artística. Seus fãs que não são seus amigos, são uma subcategoria que não precisa de sua atenção, somente observar atônitos e admirados você executando sua arte. Portanto, pode tratá-los como desconhecidos, ou como se eles não estivessem ali mesmo.
  3. CHEGUE AO MESMO TEMPO QUE O PÚBLICO – o talento de vocês é inato e transcende os detalhes técnicos. Aliás, passar o som com a casa aberta ao público é mais uma chance de cada membro de sua banda mostrar o seu talento individual. Todos na platéia estão muito interessados nisso também!
  4. NÃO É NECESSÁRIA A COMUNICAÇÃO – lembre-se que sua arte é sublime e auto-explicativa. Seus fãs pesquisaram muito sobre você e já sabem de cor o nome de suas canções, suas letras e a que se referem. Então, pra que se comunicar com o público? Por que agradecer a presença daquelas 15 pessoas na platéia? Ainda que seja o primeiro show de divulgação de seu novo CD, fã que não faz a lição de casa, não precisa ir num show seu.
  5. QUANTO PIOR, MELHOR – a qualidade da aparelhagem de voz e da equalização dos PA’s é um mero detalhe. Ninguém precisa entender o que você está falando. As melhores bandas de rock do mundo cantam em inglês, as guitarras são distorcidas e o contrabaixo ninguém ouve mesmo. Só a bateria que precisa estar muito, muito alta!
  6. LONGA APRESENTAÇÃO – Um show bom é um show que reproduz TODAS as faixas do seu disco e dos anteriores também. Não tenha pressa de deixar o palco nem se importe em cansar o público. Uma hora e meia de espetáculo é o mínimo. Eles estão ali pra isso mesmo, se cansarem de ouvir suas lindas canções!
  7. MERCHADISE? PROCURE SABER – Você não precisa vender merchandise no show, afinal ninguém está lá pra conferir ou descobrir você. Se quiserem saber como adquirir material de divulgação da sua banda, podem acessar aquele site feito em casa com o endereço super complicado ou mandar um e-mail para a sua banda @hotmail.com e pedir pela camiseta, adesivo, bottom ou até mesmo o CD que vocês acabaram de lançar. Quem gosta do seu rock vai fazer de tudo para ter o seu merchandise, até mesmo stalkear o perfil dos integrantes pelas redes sociais. Manter-se indisponível é uma regra de ouro!!!

spinal_tap_break_wind

Pronto. Se na sua última apresentação você conseguiu seguir esses sete passos e o show teve 15 pagantes, pode esperar uns 6 ou 7 no próximo!

Keep Rockin’, Kids.

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 03/11/2015

#primeiroassédio – MAIS UMA BABAQUICE DA INTERNET?

warning_yellow_cr

por: Don Pablo López

por: Don Pablo López

Olá, amigos!

Já devo ter me apresentado em outro post deste blog.

Sou seu consultor amoroso, especialista em relacionamento humano e em como tratar as damas como elas merecem. Talvez o motivo desta tardia solteirice seja  o simples fato de eu não querer quebrar a ilusão delas comigo.

Embora hoje eu tenha uma sólida história no setor calçadista (sim, eu sei a diferença entre um Scarpin e um  Anabelle), meu pai sempre foi um homem rígido na educação de seus filhos e na provisão de sua casa, sempre me ensinando todos os valores de uma família tradicional. Um  homem com quatro filhos, prestes a completar suas bodas de ouro, me ensinou muito bem as bases de meu principal ofício, pois, graças a seus  ensinamentos me especializei  na arte do relacionamento humano.

Ocorre que a partir do gancho comentado no post anterior por nossa amiga Cássia, surgiu na internet  uma campanha de caráter um tanto tendencioso,  que gerou as mais estapafúrdias declarações por partes de muitas pessoas (por certo que este é um assunto sério que não devemos brincar, mas teve um pessoal que perdeu a mão do juízo de valor).

Vou lhes contar uma história da minha juventude.

primeiroassedio

Eu sempre imaginei que a minha primeira vez no sexo não poderia ser no banheiro de um boteco, num beco escuro em pé, ou no banco de trás de um fusquinha 76… Eu tinha sonhos de uma noite única e perfeita, feita somente para eu e ela (fosse ela quem fosse), e por uns três pares de vezes tive meu coração quebrado por conseqüência da minha própria inocência no alto dos meus 19 anos de idade.

Ao tentar explicar a elas esta minha romântica aspiração por uma noite inesquecível, obtive por repetidas vezes o mesmo resultado: Um silêncio mortal seguido de CHIFRE! sem aviso ou maiores explicações. Por mais de uma vez, fui motivo de chacota entre os meus amigos e colegas de escola. Fiquei sabendo dos fatos de traição através destes amigos, a propósito…

“Olha ae o Boi chegando…”  “Lá vai ele com a cabeça enfeitada…”

“Salve ae, sócio” …  “Tua nega mandou lembrança, eim…”

Eram as missivas daqueles fanfarrões em idade universitária…

Posso dizer que isto foi uma valiosa experiência antes de estrear a minha vida amorosa no banco de trás de um Opala 77 com uma dama da Boate Azul, por 175 mil cruzeiros.

Então, com relação ao primeiro assédio, fica a pergunta:

O que é mais escroto?

Você precisar adivinhar o que passa na cabeça de uma mulher para evitar o tal abuso?

Ou lhe confessar o seu sonho mais romântico e ser ridicularizado por um generalismo praticado por mulheres?

ShevsMe

É tudo uma questão de ponto de vista. #primeiroassédio

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 26/10/2015

CRIANÇAS NA MÍDIA E A FALTA DE EDUCAÇÃO

CÁSSIA-DE-PAULA

por: Cássia de Paula

check_ciano_cr

Desde a última terça-feira tem rolado um burburinho (um tanto escroto, a propósito) sobre uma a aspirante a cozinheira mirim, a menina Valentina, de 12 anos. Alguns comentários muito infelizes ligaram a beleza natural daquela criança a desejos sexuais de jovens pervertidos e aí começou toda uma discussão…

escrotice-01 podia morrer sem falar umas medas dessas...escrotice-02

“- Onde já se viu, mulek escroto! Querendo pegar menininha de doze anos?”

“-Mas também, ela me aparece na televisão com aquelas roupas?! Está pedindo esse tipo de comentário…”

“-É natural que homens sintam atração por mulheres a partir de nove anos de idade…” (?)

E já que a internet é o lugar mais escroto do planeta, deixa eu dar aqui a minha opinião também:

Escuta, rapazes, vocês não têm mãe? Não tem irmã? Não tem filhas?

Explicar que para algumas mulheres a maturidade sexual chega mais cedo, não é desculpa para uma grosseria publicada em rede mundial. A típica “cantada de pedereiro” que já anda fora de contexto até para a nobre classe trabalhadora que denomina tal cultura… Isso não é maneira de elogiar uma menina bonita.

Eu assisti o programa e não vi Valentina ou nenhuma daquelas crianças insinuando o que quer que seja de maneira sensual ou libidinosa. Suas roupas eram como de qualquer criança! E, só pra lembrar: elas estavam participando de um concurso de CULINÁRIA! Estavam cozinhando. .

Imagina o que deve estar se passando na cabeça dessa menina e da família inteira dela? Que na primeiríssima aparição na TV já é alvo de polêmica, desvios de conduta e comentários maldosos. Sem ter feito absolutamente nada além de um concurso de culinária

Veja só: se alguém visse a foto da sua mãe num vestidinho florido na internet e saísse comentando a maior escrotidão a respeito, como você se sentiria?

Não se trata absolutamente de inversão de valores, sensualização das crianças ou qualquer outra  bobagem, é pura falta de educação. O povo já não sabe mais como elogiar alguém…

com toda essa falta de educação rolando por aí, ainda querem fechar escolas... ô seu alckmin, péra lá...

com toda essa falta de educação rolando por aí, ainda querem fechar escolas… ô seu alckmin, péra lá…

E eu posso dizer como começa a escrotada toda:

com ‘crianças’ falando pra ‘adultos’

Tomou?!

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 03/09/2015

RÚGBI – UM BREVE RELATO

J. Costalonga

J. Costalonga

check_ciano_cr

Olá, pessoal!

Eu sou JOSÉ COSTALONGA. Inauguro a nova fase da Crônica Líquida cheio de vontade e orgulho. Freqüento o Bar do Bigode há mais ou menos uns quinze anos, mas nem sempre estou por aí, por causa da minha profissão. Como você deve saber, eu trabalho com transporte, dirijo um caminhão. Talvez por isso tenho uma visão mais cética da vida. A estrada dá uma judiada na gente mesmo… EU era quem empunhava o taco de bilhar naquele fatídico acontecimento com a polícia… hehehehehe…

Bom, antes de qualquer coisa, neste post, vou me ater aos comentários sobre o esporte que mais gosto: O Rúgbi (isso mesmo, com grafia em bom português por que assim, você me entende melhor e eu não preciso ficar me explicando). Estamos às vésperas da Copa do Mundo e devo confessar que estou ansioso para ver a Argentina representando a América Latina, além do meu time, favorito: A Irlanda! Mas falo disso daqui a pouco.

Grande Demais pra PerderAquele esporte que costumávamos ter aqui no Brasil há uns dez anos, o… FUTEBOL, né?

Poisé, na era das Grandes Arenas; Elefantes Brancos financiados com dinheiro de impostos utilizados para pão e circo durante trinta dias que teve sua grande derrocada com a maior vergonha de todos os tempos: o sete a um da Alemanha…

Tudo isso acompanhado pela expatriação precoce de talentos natos, exploração de atletas como se escravos fossem, vendidos a peso de ouro de um clube a outro, utilizados para justificar os mais escusos negócios e colaborando para a inversão dos valores entre o Ser e o Ter (por que um médico cardio-cirurgião teria menos valor do que um chutador de bola?!) Isso para se ater somente sobre o que acontece nessa ilha da fantasia latino-americana que vivemos. Os recentes acontecimentos, investigações e prisões executadas por serviços de segurança internacional executados na sede da FIFA, revelam a ponta de uma imensa podridão nessa indústria que se tornou esse esporte (se é que podemos chamar isso de esporte!). Assim é melhor até parar por aqui antes que eu tenha uma síncope nervosa e espanque o meu computador! Rararararara…

falhou?O Rúgbi (ou Rugby, para os puristas) é diferente. Um esporte que, apesar de pegado e violento, ensina valores e une pessoas. Tive meu primeiro contato com esse esporte assistindo ao clássico “Invictus”, obra cinematográfica com Morgan Freeman e Matt Damon, com base em fatos reais acontecidos pelos idos dos anos ’90. Desde então, este nobre esporte vem crescendo em nível mundial e me emocionando a cada jogo que se realiza aqui na Terra Brasilis (apesar de estarmos muito, muito longe do nível de excelência internacional). E confesso, isso me fez recuperar a fé na humanidade. Assim, é o único assunto no mundo que tira um sorriso dessa minha cara feia… Ainda mais porque depois de cada partida, TODOS vamos para aquela cervejada!

mensrugbyimageA Copa do Mundo de Rúgbi começa na Inglaterra, em 18 de setembro, com 20 times divididos em 4 grupos de 5 equipes. Olha só:

Inglaterra, Austrália, País de Gales, Ilhas Fiji e Uruguai; África do Sul, Samoa, Japão, Escócia e Estados Unidos; Nova Zelândia, Argentina, Ilhas Tonga, Geórgia e Namíbia; França, Irlanda, Itália, Canadá e Romênia.

Nesse rol, a Nova Zelândia figura como grande favorita e atual campeã. Enquanto a Romênia é o azarão, pois tem a posição mais baixa do Ranking. Representando a América Latina temos a Argentina e o Uruguai. A Inglaterra tem a vantagem de jogar em casa, todas as nações da Grã-Bretanha (Escócia, País de Gales e Irlanda) também estão classificadas. A Irlanda do Norte e o antigo EIRE jogarão neste campeonato como uma equipe unificada, dando o mesmo exemplo que há tempos a África do Sul do Apartheid deu ao seu povo, originando a Nova República.

Rugby-Team-BasisPor isso esse é o meu time nessa temporada! Vamos acompanhar comigo?

Valeu!!!

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 31/08/2015

ANTES DE EXISTIR O PUNK, EXISTIA UMA BANDA

JEFF JEFFRYS JEFFERSON

Jeff Jeffrys Jefferson

search_brown_cr

“Era Detroit em 1975, eram três irmãos de sangue, eram três Black American Brothers que fundaram uma banda chamada DEATH!”

Eu assisti a este documentário essa semana e chorei copiosamente ao ver a história desses caras, os irmãos Hackney. Eles gravaram algo, numa época em que ser negro e músico em Detroit os levariam direto pra Motown Recs. Mas não era isso que os movia, eles ouviram o Hendrix, o Queen, os Beatles, os Rolling Stones e o The Who… Eles pulsavam rock n’ roll e fizeram o Punk Rock mais legal do mundo!

Eles antecederam os Ramones, o Sex Pistols e tudo mais que você conhece de música Punk, eles eram Punks antes do Punk existir.

A Band Called DEATHE, para ser reconhecido, este trabalho demorou mais de trinta anos. E, nos arquivos, assistiu a auto-degradação de um homem que se maneteve firme em suas convicções e não arredou o pé em nenhum momento. O Líder e Guitarrista Dave Hackney foi arguído várias vezes a mudar o NOME da banda para poder lançar o disco, mas disse ‘NÃO’ todas as vezes.

“A BAND CALLED DEATH” é o filme que conta a história dos irmãos Bobby, Dannis e Dave Hackney, (este último, falecido em 2000) e que, só tive a certeza que era uma história real quando chequei os arquivos da internet.

os irmãos Heckney em 1978

A história é comovente do começo ao fim e cheia de experiências extra-sensoriais, o som é vibrante demais e muito à frente de seu tempo. Talvez por isso a grande espera e a redescoberta daquele som pela geração posterior (sim, os filhos dos caras montaram uma banda para mostrar aos seus pais o quão geniais eles foram!).

EDGARD LEE“Não faz muito tempo, numa conversa com uns amigos, eu soube dessa história de um trio de punkrock de ’75 que lançou seu disco em 2011. Surreal… Só não mais que o som que fizeram esses caras. Eles são demais!” – Edgard Brian Lee – Crítico de Música

Acho que pra inaugurar essa nova fase da Crônica Líquida, esse documentário de 2012 merece uma resenha e uma participação do meu amigo roqueiro.

Inclusive algumas semelhanças no formato e na identidade do DEATH com o Articulado, me fizeram sentir muito próximo desses caras, mesmo a quilômetros de distância e uma geração à frente…

EDGARD LEE“Uma pena não ter sido EU o primeiro a ouvir esses caras, lá em ’75… eu ia chutar a bunda desses loucos que deixaram um negócio desse esperando por TRINTA ANOS pra chegar aos ouvidos do mundo” – Edgard Brian Lee – Crítico de Música

RECOMENDAMOS fortemente ouvir esse som e assistir esse filme, é realmente transformador e tocante!

A BAND CALLED DEATH

DEATH - For The Whole World to See

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 27/08/2015

2015: NOVA TEMPORADA – COLUNISTAS DESTE BLOG

drop_blue_crlamp_white_cr

JEFF-JEFFRYS-JEFFERSON

Este sou eu!

Olá, Amigos!!!

Estamos de volta a esta velha plataforma de estórias, notícias e pontos de vista. Agora mais animados, pois estamos em muito boa companhia: Temos 5 colunistas que se revezarão nos posts e nos temas aqui abordados. Eu Tb tenho um avatar de desenho agora, e como editor-chefe por aqui, me meterei no editorial sempre que julgar necessário.

Vocês vão conhecer os nossos amigos melhor a partir dessa semana, mas aí vai um breve descritivo de todos os 5 só pra saber o que vem pela frente:

AL-BIGODE-JOHNS

Al ‘Bigode’ Johns

AL “BIGODE” JOHNS: Sou um empreendedor que enxerga a vida do lado de trás do balcão. É incrível o que um boteco pode te proporcionar de experiência de vida… Observações da vida cotidiana voltadas para aquele que servem a pinga!

CÁSSIA-DE-PAULA

Cássia DePaula

CÁSSIA DE PAULA: Aspirante a Atriz e Cantora, Dançarina Contemporânea, Artista Plástica entre outros afins. Faço um pouco de tudo pra não morrer de tédio. Sou o toque feminino que faltava a este blog. Sem ‘ismos’ ou generalizações. Somente opiniões inquietas.

DON-PABLO-LOPEZ

Don Pablo López

DON PABLO LÓPEZ: Colombiano. Conselheiro amoroso, romântico e terno! Solteiro ainda por não querer quebrar a fantasia delas comigo. Vendo sapatos como hobby e por causa de minha expertise em elegância masculina.

EDGARD-LEE

Edgard B. Lee

EDGARD BRIAN LEE: Ex-líder de banda one-hit-wonder dos anos ’90, tentei carreira solo, projetos alternativos ‘cabeçudos’ e tudo mais. Já tenho meu nome escrito na história do Rock. Soube a hora de parar e não me tornar ridículo. Hoje vivo de dar conselhos e analisar algumas obras desse meu mitiê que é a boa música.

JOSÉ-COSTALONGA

J. Costalonga

JOSÉ COSTALONGA: Dirijo um caminhão e falo o que vem na mente. Não gosto de pessoas, gosto de animais. Não gosto de futebol, gosto de rúgbi. Meus posts serão sem amarras e sem meias-palavras! Na Lata em todos os sentidos!!!

Por hoje é só, galera… aguardem o próximo post.

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 16/03/2015

UMA BREVE HISTÓRIA (não muito distante)

warning_yellow_cr

Um Partido que busca a hegemonia do poder, incitando a segregação e a luta de classes, acabando com a unidade da nação, confundindo as pessoas. Este partido se torna o único do país a ter cargos elegíveis, e até mesmo o nome dos seus opositores em eleições passam a ser autorizados por ele.

Este Partido é um Estado Intrínseco e possui serviço com ramificações em todos os setores do conhecimento e todos os segmentos da sociedade, com informantes e divulgadores de seus objetivos por toda parte, enraizados nas entranhas da sociedade através de propinodutos que são alimentados por impostos cada vez mais altos e serviços públicos cada vez piores.

O serviço de propaganda deste Partido Onipresente proíbe críticas a ele mesmo e esconde debaixo do tapete a péssima gestão que pratica, tentando convencer seu povo de que eles são felizes e que não precisam de nada melhor do que já têm. Este Câncer suga a riqueza da nação para enaltecer o Partido-Estado-Intrínseco e faz os estudantes acreditarem unicamente neste “ideal” e esquecer como é uma sociedade democrática.

leste europeu

Encontre nesta figura uma gloriosa nação rica.

Você consegue se identificar com alguma dessas características? Pensou ser alguma obra de ficção?

Sim, são delas que estou falando, as Ditaduras Absolutistas do leste europeu que vigiram sob a influência da União Soviética na segunda metade do século XX. Falo da НКВД (NKVD), do ГУГБ (GUGB), do Gulag, da Stasi, da UDBA e de inúmeros serviços secretos governamentais a leste da Cortina de Ferro na Europa pós-Guerra. TODOS estes sistemas foram derrubados antes dos anos ’90 pela vontade do povo dessas nações.

Pergunte a qualquer sobrevivente desses sistemas massacrantes e sangrentos como é se recuperar economicamente de um desastre político desses. Vejamos se existe alguma grande potência leste-européia desenvolvida durante a guerra fria?

Aliás a biografia de um de nossos “maiores líderes” se assemelha bastante com a de um tal Marechal Tito, na antiga Iugoslávia.

Jovem Pensativo

E por que estamos falando sobre o povo se manifestar em benefício de um retrocesso?

Há uma tentativa de inserção de um regime IDÊNTICO ao citados acima, com influências supra-nacionais envolvidas. Me ajudem os historiadores e relembrem esses fatos. Nós queremos trabalhar e viver dignamente.

Somos uma Nação, não somos um partido.

E pra você, qual o preço de mudar de Bandeira?

E pra você, qual o preço de mudar de Bandeira?

Publicado por: Jeff Jeffrys Jeffersson | 03/08/2014

TEMPLO DE SALOMÃO – GRÊMIO RECREATIVO E ESCOLA DE SAMBA?

warning_yellow_crOlá Amigos!

Muito tem se falado sobre a réplica do Templo de Salomão, (Originalmente erguido em Jerusalém, Israel; em 1000 A.C) erguido no bairro do Brás, em São Paulo, pela empresa do Sr. Pr. Edir Macedo, para ser sua Sede Mundial, sob um orçamento multimilionário (maior que o de muitos estádios da Copa) que não teve comprometimento nenhum com os arredores, engenharia urbana ou qualquer melhoria no acesso à Obra Megalomaníaca.

Muitas são as questões levantadas a respeito da legalidade do Monumento: finanças, impostos, finalidade filosófica, social, política; quantas almas irão salvar sob aquele gigantesco Pé Direito e et cétera…

Mas a questão que este Blog aborda vai mais fundo na História e nos cerimoniais.

Teria o Sr. Pr. Edir Macedo perdido totalmente o fio da meada diante de tanto lucro sobre a fé alheia? Senão, vejamos as contradições históricas e filosóficas ao redor de todo o cerimonial do evento de Inauguração do Templo de Salomão!!!

Tapete Vermelho e a fachada do Templo Monumental

O Pr. Edir Macedo ainda não rasga dinheiro e tem meios muito modernos e eficientes para continuar arrecadando, assim, vemos que o ‘Sumo Sacerdote’ não sofre de problemas psíquicos ou mentais.

Em tempo, tendo por significado fundamental da Igreja ‘Pentecostal’, a crença no ‘Pentecostes’, que é a filosofia adquirida após o sacrifício da Vida do Filho de Deus em Pessoa, (Novo Testamento Bíblico), por que o cerimonial de inauguração do templo de Salomão nos remete à cultura judaica antiga e medieval?

Presidente da República Federativa do Brasil toca as Tábuas dos Mandamentos de Deus e é Observada por Sacerdote Judeu Medieval

O que é o Quipá, a Barba Longa e o Xale nas costas do Pr. Edir Macedo durante a cerimônia? Por que as autoridades foram recebidas por homens fantasiados de sacerdotes Judeus do Século XV? Terá essa igreja inteira se convertido à doutrina Judaica Ortodoxa?

Pr. Edir Macedo, Paramentado como Sumo Sacerdote abençoa seus fiéis durante o cerimonial.

Por que tivemos beduínos Judeus tomando as calçadas do entorno do Monumento evitando que transeuntes comuns o apreciassem ou fizessem uso da via pedestrial adjascente?

Jovens beduínos tomam as calçadas do entorno do Templo para controlar a movimentação da população

Será apropriado, à luz do Estado Laico, a participação de Autoridades Públicas do Executivo e do Legislativo de um evento público como este, no exercício de suas funções de representantes do Estado Democrático de Direito?

Numa clara demonstração gratuita de Poder, a Empresa da Fé resgata em seu cerimonial, a réplica da Arca da Aliança, há milhares de anos perdida no Oriente, também procurada por Indiana Jones no cinema, que, segundo antigos escritos, continha a essência d’O Próprio Onisciente Deus dentro dela, e a repousa sobre seu altar!?!

Sacerdotes carregam a réplica d’A Arca da Aliança

“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, Eu estarei entre vós” (Mt 18,20)

Se a Comunidade Cristã Evangélica entende Jesus Cristo como o Caminho, a Verdade e a Vida, único através do qual se chega ao Pai, por que se denomina o tal templo com o nome de um Rei Judeu, aniquilado há tanto tempo? Onde se encontra a referência ao Rei da Salvação, Crucificado sob Pilatos, nesta Imensa Obra?

“Ninguém vai ao Pai, senão por Mim” (Jo 14,6)

Teríamos chegados à contradição da contradição e o avesso da Fé como a conhecemos ao longo desses dois milênios da Hegemonia Cristã Ocidental?

Essa aproximação da Igreja Pentecostal da Cultura Judia Arcaica remeterá aos sacrifícios descritos pelo Antigo Testamento? Terá essa semelhança cerimonial a finalidade nefasta de aproximar fiéis da causa Israelita na questão territorial Palestina?

Quanto retribuirá à Sociedade Cristã Pentecostal este Imenso Domo da Fé? Teremos um novo Nabucodonosor para se insurgir diante dessa Grande Fortaleza da Oração? Restará aos privilegiados o acesso à Misericódia Divina? E aos miseráveis, somente o Muro das Lamentações? Jesus de Nazaré, O Cristo em pessoa teria direito a este privilégio, vivendo Ele em nosso tempo?

“Mas o Altíssimo não habitará templos feitos por mãos de homens” (At 17,24)

Leia Mais:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Templo_de_Jerusal%C3%A9m

http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/inauguracao-de-templo-da-universal-tem-cortes-de-energia

http://www.youtube.com/watch?v=oYmpFjFBBY4&list=UUm2CE2YfpmobBmF8ARLPzAw

Older Posts »

Categorias